search icon

Declaração de acessibilidade do Sage X3

Versão 1.1 - Atualizada em 5 de novembro de 2020

A presente declaração de acessibilidade aplica-se ao Sage Business Cloud X3, um software ERP (Enterprise Resource Planning) de gestão empresarial para proprietários de médias a grandes empresas - obtenha mais informações no site do Sage Business Cloud X3.

Pretendemos que o maior número possível de pessoas possa utilizar o Sage X3. Tal significa que poderá, por exemplo:

  • Utilizar o produto em tablets com a orientação paisagem (horizontal) e em ecrãs de dimensões ainda maiores, sem a necessidade de deslocar a página horizontalmente. (Estão disponíveis aplicações móveis em separado, cobertas pelas suas próprias declarações de acessibilidade.) Com recurso a menus coerentes, navegar num mapa de processo visual, procurando determinada função ou inserindo um código de determinada função. Aumentar o zoom para 200% ou alterar o tamanho e o espaçamento do texto, sem que o texto saia dos limites do ecrã. Ouvir a leitura da maior parte do produto, utilizando um leitor de ecrã (como o VoiceOver).
  • Tornámos o texto do produto o mais simples possível de compreender.
  • Utilizar a função de pesquisa para aceder rapidamente ao conteúdo.
  • Utilizar um tema visual de alto contraste para pessoas com deficiência visual, disponível nas Definições.

A AbilityNet dá igualmente conselhos sobre como facilitar a utilização do seu dispositivo caso seja portador de alguma deficiência.

Notas importantes:

  • O Sage X3 está atualmente a atualizar a tecnologia na qual se baseia. À medida que avançamos, estamos a melhorar o apoio à acessibilidade, mas nem todas as funções beneficiam ainda dessa tecnologia.
  • O Sage X3 é altamente personalizável, inclusive por programadores externos. A sua utilização do Sage X3 pode ser diferente da referida na presente declaração.

Qual a acessibilidade do presente produto

Sabemos que algumas partes do nosso produto não estão completamente acessíveis.

  • Se utilizar o produto em tablets com a orientação retrato (vertical) ou em ecrãs menores como os smartphones, necessitará de deslocar a imagem horizontalmente para poder visualizar todo o conteúdo.
  • Ao alterar determinado conteúdo em tabelas com recurso ao teclado, pode ficar bloqueado e não conseguir continuar.
  • Pode ter dificuldades em interagir com determinadas páginas se utilizar apenas o teclado.
  • Ao utilizar o botão Tab para se deslocar, a sequência do movimento é por vezes estranha.
  • Se utilizar um leitor de ecrã, pode não ser informado sobre as mensagens de erro.
  • As mensagens de erro podem não fornecer sugestões sobre o modo como corrigir o erro.
  • Algumas partes do texto podem ter um contraste visual deficiente, em relação ao fundo.

Podemos introduzir várias outras melhorias no nosso código para ajudar o produto a funcionar da melhor maneira possível para todos.

Feedback (comentários) e informações de contacto

Se necessitar de apoio, se encontrar algum problema não referido nesta página ou se achar que não estamos a cumprir os requisitos de acessibilidade, entre em contacto connosco:

Teremos em consideração todos os pedidos e entraremos em contacto consigo o mais rapidamente possível.

 

Informações técnicas sobre acessibilidade

A Sage Business Cloud Accounting é parcialmente compatível com as Diretrizes para a Acessibilidade do Conteúdo da Web, versão 2.1, nível AA, devido às seguintes não conformidades.

Não conformidade com as diretrizes de acessibilidade

O conteúdo a seguir referido não está acessível pelos motivos seguintes.

Conteúdo não textual

Gostaríamos que todos os objetos de uma página que tenham significado dispusessem de uma alternativa em texto. No entanto, por vezes as alternativas em texto não estão disponíveis, não são fáceis de compreender ou não correspondem ao que é apresentado visualmente. Estamos a tentar solucionar esse problema, substituindo o código mais antigo e resolvendo os bugs identificados.

Referência WCAG: 1.1.1

Informações e relações

Gostaríamos de garantir que as informações e relações decorrentes da formatação visual sejam claras para as pessoas que utilizam tecnologias de assistência. No entanto, os cabeçalhos não estão marcados corretamente em código. Vamos efetuar uma verificação do nosso código para introduzir melhorias.

Referência WCAG: 1.3.1

Sequência com significado

Sempre que a sequência do conteúdo numa página for importante, garantiremos que essa sequência seja mantida para os utilizadores de tecnologias de assistência, como leitores de ecrã. Se o código CSS estiver desativado, uma parte do conteúdo pode ser lida pelas tecnologias de assistência na sequência errada. Resolveremos esses casos.

Referência WCAG: 1.3.2

Identificar o objetivo de entrada

Utilizamos áreas de referência (landmarks) ARIA para identificar regiões da página, mas podem faltar algumas. No futuro, envidaremos esforços no sentido de garantir a utilização coerente das áreas de referência (landmarks) ARIA.

Referência WCAG: 1.3.5

Contraste (mínimo)

Gostaríamos que a apresentação visual do texto dispusesse de um bom contraste em relação às cores do fundo, para servir de apoio a pessoas com deficiência visual. No entanto, em alguns lugares, não é esse o caso. Para resolver esse problema, estamos a trabalhar em estilos visuais melhorados e a eliminar gradualmente a utilização de "placeholders" (espaços reservados a determinado campo de texto).

Referência WCAG: 1.4.3

Teclado

Gostaríamos que tudo o que é interativo fosse acessível com a utilização exclusiva do teclado. Contudo, por vezes a navegação nas páginas pode ser difícil com o teclado. Para resolver essa dificuldade, pensamos dar aos utilizadores a possibilidade de definir os seus próprios atalhos no teclado.

Referência WCAG: 2.1.1

Sem bloqueio do teclado

Gostaríamos de evitar situações em que possa ficar bloqueado se utilizar o produto apenas com o teclado. Neste momento, os utilizadores podem sair de uma tabela premindo a tecla ESC, mas não existe forma de o saberem antecipadamente. Oportunamente reformularemos as nossas tabelas, de modo a resolver essa questão.

Referência WCAG: 2.1.2

Ignorar blocos

Gostaríamos de fornecer funcionalidades em código que permitam aos utilizadores ignorar blocos de conteúdo repetidos, por exemplo a navegação que aparece em todas as páginas, pois isso poderá ajudar alguns utilizadores. Essas funcionalidades ainda não existem no produto, mas iremos adicioná-las oportunamente.

Referência WCAG: 2.4.1

Cabeçalhos e rótulos

Fornecemos cabeçalhos descritivos concisos e significativos, mas faltam alguns ou não são claros. Em alguns casos, existe apenas um rótulo para vários campos ou os campos apenas de leitura são utilizados como rótulos. Resolveremos estes casos quando atualizarmos ou substituirmos as páginas.

Referência WCAG: 2.4.6

Idioma da página

Gostaríamos de definir o idioma de cada página em código, para que o conteúdo seja sempre apresentado corretamente. Este código ainda não está presente no produto, mas pensamos adicioná-lo oportunamente.

Referência WCAG: 3.1.1

Em entrada

Os utilizadores podem encontrar situações em que a interação com o produto origine um comportamento inesperado. Estamos a envidar esforços para resolver essas situações.

Referência WCAG: 3.2.2

Sugestão de erro

Se possível, gostaríamos que as pessoas recebessem sugestões adequadas para a correção de erros. No entanto, algumas mensagens de erro são redigidas de forma genérica e muitas não contêm sugestões específicas para a correção. Verificaremos o conteúdo das nossas mensagens de erro.

Referência WCAG: 3.3.3

Nome, função, valor

Gostaríamos que cada campo da página estivesse associado a um rótulo em código. No entanto, em algumas situações, não é esse o caso (por exemplo, quadrículas que indicam a seleção de linhas de uma tabela ou campos nas tabelas). Para solucionar esta situação, estamos a trabalhar na atualização do modo de codificação deste tipo de casos.

Gostaríamos igualmente que todos os ícones contivessem descrições de texto em código, para que a sua função ficasse clara para todos os utilizadores. Encontrámos alguns que não contêm descrições e vamos corrigi-los.

Referência WCAG: 4.1.2

Encargo desproporcionado

Realinhar

Sem necessidade de deslocar a página horizontalmente, é possível utilizar o produto em tablets com a orientação paisagem (horizontal) e em ecrãs ainda maiores. (Estão disponíveis aplicações móveis em separado, cobertas pelas suas próprias declarações de acessibilidade.)

No entanto, se utilizar o produto em tablets com a orientação retrato (vertical), ou em ecrãs menores como os smartphones, necessitará de deslocar a página horizontalmente para poder visualizar todo o conteúdo.

Todas as páginas do produto necessitariam de ser corrigidas, incluindo muitas páginas com grandes tabelas de dados. Isso ficaria dispendioso, muitas vezes é difícil oferecer variantes adequadas de grandes tabelas sem perder significado, e algumas orientações das WCAG sugerem que pode ser aceitável um "layout bidimensional para uso ou significado".

Somos de opinião que oferecer apoio para ecrãs de menores dimensões seria um encargo desproporcionado no âmbito da regulamentação sobre a acessibilidade. Continuaremos a efetuar avaliações regulares.

Referência WCAG: 1.4.1

Páginas antigas do X3

O Sage X3 é um produto complexo que contém mais de 3000 funcionalidades, cada uma das quais com uma ou várias páginas.

Somos de opinião que resolver todos os problemas acima referidos em todas as páginas antigas do X3 a ser substituídas seria um encargo desproporcionado no âmbito da regulamentação sobre a acessibilidade. Continuaremos a efetuar avaliações regulares.

Apesar disso, o Sage X3 está atualmente a atualizar a tecnologia na qual se baseia e ofereceremos as melhorias mais vantajosas que pudermos, em termos de benefícios para os utilizadores.

De que modo testámos o presente produto

  • O presente produto foi testado pela última vez em julho de 2019. O teste foi realizado internamente pelos funcionários da Sage.
  • O produto contém milhares de páginas, mas baseiam-se na mesma tecnologia e modelos. Testámos uma amostra representativa das páginas referidas na navegação primária do produto.
  • Não testámos complementos nem extensões, utilização por terceiros ou parceiros nem conteúdo de ajuda.
  • Embora o produto esteja disponível em vários países e grande parte da interface do utilizador seja a mesma, testámos especificamente a versão do Reino Unido.
  • Os testes foram realizados utilizando o Chrome, versão 79.0.3945.130, no Mac OS, e o VoiceOver incluído no Mac OS 10.14 (Mojave).