search icon
Comunicados de Imprensa

Sage partilha 5 dicas que as empresas devem seguir para manter o bem-estar dos Colaboradores

A Sage partilha 5 dicas que as empresas devem seguir para manter o bem-estar dos Colaboradores.

Lisboa, 08 de abril de 2020 – Para a Sage, empresa líder de mercado em soluções de gestão empresarial na Cloud, é essencial que as empresas zelem pelos colaboradores neste momento de grande incerteza: afinal, eles são o seu recurso mais importante.

Oferecer uma ótima experiência laboral a quem com elas trabalha deve ser uma das principais prioridades quotidianas das organizações, mas tal pode tornar-se mais difícil em momentos de crise como o da pandemia do coronavírus.

Ainda assim, existem soluções que as empresas podem adotar para assegurar que continuam a apoiar as suas equipas e que podem manifestar-se em diferentes cenários. Entre assegurar de que todos estão a par de todas as comunicações da empresa e garantir o subsídio de doença, por exemplo, cumprir as obrigações de Recursos Humanos é essencial.

Para ajudar as empresas, a Sage reuniu um conjunto de conselhos úteis, não só para se manter em conformidade com a legislação, como também para continuar a garantir o bem-estar dos seus colaboradores:

1. Manter os colaboradores informados

Com toda a incerteza em torno do Coronavírus e o seu impacto nos negócios, manter os colaboradores informados em relação aos últimos desenvolvimentos – que sejam relevantes para eles – ajudará a tornar claro as implicações que a situação poderá ter para cada um.

Consoante o setor de atuação, pode ser necessário que continuem a deslocar-se ao local de trabalho ou que passem a trabalhar a partir de casa: independentemente da situação, é necessário que saibam o que devem fazer em todos os momentos.

Não se sinta obrigado a comunicar muito, mas tenha atenção para não deixar nenhuma informação de fora: o segredo é conseguir o equilíbrio certo para que a sua equipa se sinta informada, capaz e sem dúvidas.

2. Proporcionar condições de trabalho flexível

Antes desta crise, muitas empresas dispunham já de mecanismos que lhes permitiam oferecer o trabalho flexível aos colaboradores; neste momento, parece ser mais importante do que nunca.

De acordo com um relatório do International Workplace Group e da MindMetre Research, 82% das empresas que oferecem trabalho flexível são mais produtivas, enquanto 58% afirma também que esta oferta conduziu a uma melhoria na satisfação da força de trabalho.

Tendo em conta, por exemplo, o encerramento das escolas para a maioria das crianças, permitir o trabalho flexível neste momento pode ser essencial para os colaboradores com filhos. Permitindo-lhes começar a trabalhar mais cedo ou terminar mais tarde, poderá ajudá-los a organizar melhor o seu tempo, conjugando a vida pessoal e a profissional para que possam dar o seu melhor em ambas – e, assim, garantir que a sua empresa nunca sai prejudicada.

3. Considerar férias ou licenças sem vencimento para os colaboradores que não querem estar no local de trabalho

Se a sua área de atuação exige que os colaboradores se dirijam ao local de trabalho neste momento, pode acontecer que alguns não o queiram fazer, porque não querem deslocar-se em transportes públicos ou estar rodeados de outras pessoas.

Ouça atentamente as preocupações dos seus colaboradores e pense na melhor forma de as abordar – tanto para a sua equipa como para o seu negócio.

Seja compreensivo: se um colaborador decidir que não quer estar no local de trabalho (e não possa trabalhar em casa), sugira-lhe que utilize os dias de férias a que tem direito, ou mesmo que peça uma licença sem vencimento.

4. Promover um equilíbrio saudável entre o trabalho e a vida pessoal

É indiferente se os seus colaboradores estão a trabalhar em casa ou no local de trabalho: deve assegurar que conseguem manter um equilíbrio saudável entre o trabalho e a vida pessoal.

Incentive-os a fazer pausas com regularidade, incluindo a pausa para o almoço – especialmente se estiverem a trabalhar a partir de casa, em que muitas vezes se confunde o tempo de trabalho e de lazer pois os espaços em que ocorrem são os mesmos. Dessa forma, poderão manter-se produtivos e realizar o melhor trabalho possível para a empresa.

5. Não descurar o reconhecimento pelo trabalho que realizam

Em tempos de incerteza, a sua equipa estará decerto a esforçar-se ainda mais para que a sua empresa continue a avançar na direção certa. Alguns podem até trabalhar mais horas para se certificarem que as operações continuam a funcionar sem percalços.

Mais do que nunca, não se esqueça de reconhecer os seus colaboradores pelo trabalho realizado. E a recompensa não precisa de ser dispendiosa: um simples “obrigado” sincero não só demonstra a sua gratidão, como também faz a sua equipa perceber que é muito valiosa para o negócio.

Em suma, o surto do Coronavírus traz muitas incertezas às empresas, que continuam a aprender a adaptar-se e tentam fazê-lo rapidamente, à medida que a situação evolui. Não se esqueça daquela que deve ser uma prioridade constante, e agora ainda mais: a importância dos colaboradores para a sua empresa.

Ao cuidar da sua equipa e garantir que a apoia da melhor forma, oferecer-lhe-á – e à sua empresa – a melhor oportunidade de avançar na direção certa e ultrapassar esta crise da melhor forma: juntos.