Inscreva-se

Inscreva-se

Como passar a ter um negócio exclusivamente online (e-book)

Back to search results

Com o ‘boost’ a que temos assistido no comércio eletrónico – para o qual a pandemia deu um valente empurrão -, optar por um negócio exclusivamente online passou a ser uma possibilidade tão válida como qualquer outra.

Os números estão aí para o confirmar. Estima-se que o valor das vendas a retalho no e-commerce, a nível mundial, tenha já atingido os 3,55 biliões de euros, com 47% de todas as compras digitais globais a serem feitas online e a média de visitas mensais a sites de e-commerce de venda a retalho a rondar os 21,96 mil milhões. As previsões apontam igualmente para que, até 2024, 21,8% do total das vendas a retalho a nível mundial já serão realizadas via e-commerce.

Se tivermos ainda em conta que existiam, no início de 2021, 4,66 mil milhões de utilizadores de internet ativos em todo o mundo, o correspondente a mais de metade da população mundial, é possível ter-se uma ideia do mercado potencial de e-commerce que há ainda para explorar.

Para quem já experimentou seguir este caminho da venda exclusivamente online, são várias as vantagens encontradas. Por um lado, a aposta no e-commerce permite baixar os custos operacionais e, em muitos casos, fazer refletir essa poupança na cobrança de preços mais baixos aos clientes, tornando a operação potencialmente mais competitiva face à concorrência. A distribuição online pode, por outro lado, tornar mais acessível a expansão de um negócio, não só em termos de escala como dos mercados onde consegue estar presente, nomeadamente em termos de internacionalização.

Outra vantagem é o facto de a internet estar aberta 24 horas por dia, 365 dias por ano. Ao contrário dos negócios físicos, os virtuais nunca fecham.

Por outro lado, mesmo sem presença física, existem hoje várias alternativas ao contacto presencial que permitem que os negócios que funcionam apenas na internet possam também proporcionar aos seus clientes uma experiência satisfatória. Tal é possível graças a ferramentas como as videoconferências, os e-mails, as conversas por chat nos sites das empresas e muitas outras.

 

Como passar a ter um negócio exclusivamente online

O seu primeiro passo para criar um império em e-commerce

Download gratuito e-book

 

Algumas notas para quem se vai aventurar no lançamento de um negócio online

Sem espaços físicos, a montra do seu negócio será o seu site. Se não for fácil de utilizar, atrativo e informativo, o processo de afirmação da marca, potenciação das vendas e fidelização dos clientes será muito mais moroso e difícil.

Outro aspeto a não descurar é o marketing digital. Se quer aumentar as garantias de sucesso nas estratégias delineadas para atrair os clientes, não deixe de investir no aperfeiçoamento das suas competências de marketing digital, se identificar falhas a colmatar. Uma estratégia de marketing tecnicamente sólida fará, claro está, toda a diferença num negócio desta natureza.

Ainda que em escalas muito distintas e com diferentes necessidades, ter uma operação exclusivamente online não isenta a gestão de ter de dar atenção a várias das tarefas que são exigidas a um espaço físico. Embora seja verdade que os negócios online libertam muitas vezes os empresários de investimentos iniciais de maior monta, continua a ser preciso escolher as pessoas certas, para formar uma equipa com qualidade, e ter um plano de negócios sólido e com objetivos bem definidos. Investir no desenvolvimento e consolidação das relações com clientes, fornecedores e outros stakeholders é igualmente mandatório, mesmo num negócio virtual.

Se é verdade que o e-commerce é tendencialmente mais democrático, criando oportunidades que, num negócio físico, poderiam nunca existir, também no virtual se corre o risco de dar passos maiores do que as pernas.

Avalie de forma realista o que pode e não pode fazer em termos de volume de negócios e da dimensão dos pedidos que recebe, invista nos sistemas de que necessita para o assegurar e não defraude as expectativas dos clientes.

Conheça estas e outras sugestões e dicas da Sage para a criação de um negócio online que traga o retorno pretendido e que seja uma experiência gratificante.

Receba a newsletter Sage Advice

Inscreva-se para receber o boletim do Sage Advice e receba os conselhos mais recentes diretamente no seu e-mail.