Inscreva-se

Inscreva-se

Os sete erros contabilísticos mais comuns nas pequenas empresas – Parte I

Back to search results

Logotipo do Sage Advice
Sage AdviceConhecimento para Empresas de Sucesso
Receba a Newsletter Sage AdviceSubscrever
Homem escreve em secretária

Sejam empreendedores em início de carreira ou empresários veteranos, a força do vosso negócio depende sempre de uma gestão eficiente e da obtenção regular de lucros – mesmo que estejam a vender um excelente produto ou a fornecer um serviço muito procurado. E é precisamente aqui que a contabilidade tem um papel chave, já que mantê-la em dia permite-vos fazer um balanço financeiro do vosso negócio e planear um futuro com mais detalhe.

O sucesso de um negócio depende em parte de um sistema de contabilidade eficiente, algo que pode ser difícil de implementar se não tiverem disponibilidade financeira para o fazer. Para dar uma ajuda, preparámos uma lista com os sete erros que as pequenas empresas mais vezes cometem.

1. Não delegar

Como donos de um negócio, é normal quererem estar sempre a par do estado financeiro da vossa empresa – o que vos pode levar a sentir que são a pessoa ideal para tomar fazer a gestão do vosso negócio.

A verdade é que as vossas competências são provavelmente mais úteis noutra área, pelo que a melhor solução passa por contratar um profissional que seja capaz de implementar rotinas e boas práticas de contabilidade. Procurem um contabilista experiente, que se possa juntar à equipa desde a fundação do negócio e que fique responsável por manter todas as contas em dia.

As soluções de Faturação Sage facilitam a comunicação com o vosso Contabilista, através da Sage Exchange. Assegurem um canal de comunicação contínuo!

Sage 50cloud Faturação

Um negócio em crescimento precisa de um software de faturação que acompanhe e promova essa expansão! Sage 50cloud Faturação vai automatizar e simplificar as tarefas do dia-a-dia e cimentar o sucesso da sua empresa.

Descubra mais

2. Misturar despesas pessoais e profissionais

Misturar as despesas não é um problema em si mesmo caso trabalhem por conta própria ou como trabalhador independente. Mas se o fizerem enquanto administradores de uma empresa, estão a incorrer numa má prática financeira. Uma forma de prevenir este problema é abrir uma conta bancária dedicada apenas à gestão de ganhos e gastos profissionais. Além de manter as despesas da empresa separadas das despesas pessoais, vai salvar-vos horas de trabalho no fim do ano fiscal e diminuir as hipóteses de uma auditoria.

3. Documentação insuficiente

Se pagaram despesas pessoais através da vossa empresa, certifiquem-se que guardam todas as faturas e documentos (digitais e impressos) para entregar juntamente com a declaração fiscal. Se não o fizerem, é possível que vejam as vossas declarações impugnadas.

4. Assumir que os lucros equivalem ao fluxo de caixa

Muitos empresários assumem que a diferença entre o valor de um novo contrato e o preço de custo calculado equivale a lucro. Infelizmente, nem sempre é este o caso. Muitos projetos encontram obstáculos ou demoram mais tempo a rentabilizar do que o previsto e o orçamento inicial acaba por derrapar. Mantenham algum do lucro projetado de lado e esperem até à conclusão do contrato para determinar o lucro real.