Inscreva-se

Inscreva-se

Tiveram uma ideia de negócio. E agora?

Back to search results

Logotipo do Sage Advice
Sage AdviceConhecimento para Empresas de Sucesso
Receba a Newsletter Sage AdviceSubscrever

Ao começarem o vosso próprio negócio, facilmente perceberão que, para além de serem CEO da empresa, também são directores de marketing, o departamento de recursos humanos, profissionais de relações públicas e analistas financeiros. Serem donos da vossa própria empresa significa que terão de dominar áreas tão diferentes como marketing, publicidade, vendas, digital.

É normal que se sintam perdidos e vos surjam algumas dúvidas. Por isso, reunimos um conjunto com as perguntas mais comuns de quem começa um negócio e tentámos dar também algumas respostas:

Como encontrar a ideia de negócio certa?

O primeiro passo é não estarem obcecados com a ideia perfeita, mas focarem-se em algo de que gostem e que vos dê prazer fazer. Não se esqueçam que o negócio vos vai ocupar os dias – desde o pequeno-almoço até à hora de deitar – e, por isso, o melhor é dedicarem-se a uma coisa que vos apaixona. Assim que a encontrem, pensem em como podem, nessa área, resolver um problema que as pessoas tenham.

Depois, é preciso estudar o mercado, perceber se há clientes e falar com a eles directamente para perceber exactamente quais as suas necessidades e como podem ajudá-los. E não se preocupem se a vossa ideia de negócio for mudando ao longo do tempo, é a tendência natural de todas as empresas.

Como encontrar um sócio e/ou parceiro de negócios?

Mais o que colocar anúncios, o networking é a melhor forma de contactar com pessoas e de encontrar aquelas com quem vale a pena trabalhar. É importante que se misturem com uma comunidade de empreendedores que tenham uma mentalidade e visão semelhantes à vossa.

Outro aspecto fundamental é procurarem alguém que complemente as vossas capacidades. Se são muito bons em vendas, mas a vossa start up é tecnológica, talvez seja importante procurar pessoas que saibam programar, por exemplo.

Como proteger a ideia?

Logo desde o início, é fundamental que considerem proteger a vossa ideia. Podem ter mais informações sobre o assunto aqui, mas atenção: não percam tempo e dinheiro com patentes e registos, caso ainda não tenham um negócio minimamente desenvolvido. Primeiro garantam que a ideia é viável e depois, sim, protejam-na. 

Como promover o negócio com um orçamento apertado?

Felizmente há várias ferramentas grátis, que vos podem ajudar a divulgar o vosso negócio. Criar páginas nas redes sociais e publicar conteúdo relevante num blog são duas estratégias de marketing fundamentais para chegar ao mercado nos dias de hoje. Para além disso, gastarão pouco ou quase nada.

Ainda assim, se quiserem optar por meios mais tradicionais, considerem enviar um press release para a imprensa, que é sempre uma boa maneira de poder ter alguma visibilidade nos meios de comunicação social.

Qual a altura certa para procurar investimento?

A altura mais indicada é aquela em que conseguirem comprovar com confiança que a vossa ideia de negócio tem potencial para escalar e trazer retorno ao investimento aplicado. Não se esqueçam que há formas de financiamento alternativas aos tradicionais empréstimos. Já ouviram falar em crowdfunding, por exemplo?

 Como perceber se a ideia se adequa ao público-alvo?

Investiguem ao máximo, de modo a perceber onde andam os vossos clientes ideais. O mundo digital pode dar-vos uma óptima ajuda. Experimentem entrar em grupos no Facebook ou fóruns online. Se, ainda assim, preferirem um contacto mais pessoal, podem sempre pesquisar eventos e feiras locais onde seja mais provável que os vossos potenciais clientes estejam.

Deixar uma resposta