Inscreva-se

Inscreva-se

Conheça as 3 etapas essenciais para potenciar a aprovação das candidaturas ao PT2030

Estratégia, Legal e Processos

Conheça as 3 etapas essenciais para potenciar a aprovação das candidaturas ao PT2030

Uma candidatura apenas tem razão de existir tendo na sua base: um Projeto de Investimento.

E, sempre que uma empresa prevê um Projeto de Investimento, deve:

  • Validar a exequibilidade da ideia;
  • Demonstrar a sustentabilidade do projeto e garantir a sua coerência, isto é, o alinhamento entre o projeto de investimento e a estratégia da empresa;
  • Garantir a sua viabilidade técnica e económico-financeira.

Depois desta Etapa Zero, vamos passar a explicar as várias fases das Candidaturas ao PT2030.

Passo 1: Análise Estratégica e Estudo de Viabilidade Económico-Financeira (EVEF)

A. Elaboração da Análise Estratégica e do Estudo de Viabilidade (Plano de Negócios) – O que inclui?

  • Caracterização da empresa nas envolventes interna e externa
  • Estratégia da empresa
  • Caracterização do projeto
  • Plano de investimento e financiamento
  • Avaliação da viabilidade económico-financeira

B. Elaboração da Análise Estratégica e do Estudo de Viabilidade (Plano de Negócios) – Para que serve?

  • Serve de suporte à definição do projeto
  • Estrutura as suas orientações estratégicas
  • Identifica a alocação dos diferentes recursos técnicos, financeiros e humanos necessários
  • Prevê a rentabilidade esperada
  • Serve de suporte à apresentação do projeto a potenciais financiadores e investidores
  • E, se for caso disso, de base para a candidatura a sistemas de incentivos

Passo 2: Financiamento do Projeto

Assegurar as fontes de financiamento necessárias (sem considerar apoios do PT 2030):

  • Capitais próprios
  • Capitais alheios:
    – Banca
    – Outros instrumentos
  • Gestão de Tesouraria

Passo 3: Enquadramento no(s) Sistema(s) de Incentivo(s) Existentes(s)

Cada Sistema de Incentivos tem:

  • Condições de elegibilidade específicas
  • Empresa
  • Projeto
  • Prioridades e Objetivos distintos

Tendo como base o Plano de Negócios elaborado, deve procurar-se a sua melhor integração nos diferentes sistemas de incentivos existentes.

A complexidade dos projetos, a análise económico-financeira, plano de negócio e os formulários de candidatura obrigam a uma série de conhecimentos e, claro, requerem tempo. Sabemos que os desafios diários da operação não permitem às empresas dedicarem-se 100% a estes temas, por isso, é essencial apostar na antecipação na preparação dos seus projetos de investimento a estes incentivos para maximizar o potencial de aprovação da candidatura.