Inscreva-se

Inscreva-se

A Cloud: a principal parceira de desenvolvimento dos empresários

Back to search results

As soluções Cloud podem por vezes ser consideradas exclusivas das grandes empresas, com equipas dispersas por todo o mundo que gerem grandes projetos. Esta visão está errada, porque a flexibilidade da Cloud em termos de poder, funcionalidade e orçamento é ideal para os microempresários!

Concebidas para serem tão poderosas, mas mais leves do que as suas antecessoras “on premise”, as ferramentas Cloud fornecem um apoio flexível ao projeto feito de alternância entre altos, baixos e pausas que caracterizam o desenvolvimento das jovens empresas. Esta elasticidade é essencial para um crescimento sereno, mas também proporciona um valor acrescentado significativo para o empresário, que pode assim libertar-se de preocupações financeiras e técnicas morosas e concentrar-se no seu valor acrescentado.

Flexibilidade para apoiar a sua ambição

O crescimento, o Santo Graal das start-ups, pode ser mais ou menos repentino, gradual ou flutuante. A capacidade da empresa em gerir estas mudanças de escala é escrutinada de perto: pelos investidores preocupados com a rentabilidade e pelos clientes atentos à qualidade do serviço. A boa notícia é que as soluções Cloud facilitam esta equação de ” scale up “!

Com efeito, é a utilização, e, portanto, a necessidade real num dado momento, que determina tanto o nível de poder (utilização a pedido) como o orçamento (“pay per use”). Esta elasticidade torna possível gerir níveis de crescimento que requerem mais recursos, ou, pelo contrário, retornos em menor escala, porque fazer negócios também é errar! E tudo isto sem alterar a ferramenta ou o fornecedor com quem se estabelece uma relação de confiança.

Esta elasticidade é também valiosa para gerir variações momentâneas, tais como eventos promocionais ou picos sazonais. Basta ajustar para cima ou para baixo a potência de que necessita, e a ferramenta adapta-se!

Uma carga financeira e mental mais leve

A Cloud foi naturalmente concebida para se adaptar muito rapidamente a mudanças de ambiente relacionadas, por exemplo, com a integração de novas línguas, alterações nos regulamentos aplicáveis, ou um quadro legal mais complexo. Estes elementos são tidos em conta sem interrupção de serviço porque não requerem atualizações, e desenvolvem-se dentro de um quadro orçamental controlado graças à conjugação de recursos (soluções “multi-tenants”).

Em geral, a Cloud como qualquer solução “as a service”, alivia consideravelmente a carga financeira relacionada com a manutenção das infraestruturas: enquanto os investidores asseguram a utilização adequada dos recursos financeiros, é essencial gerar encargo em vez de imobilização! E este encargo pode ser ajustado ao máximo, uma vez que as soluções Cloud funcionam estruturalmente “com o uso”. Assim, o empresário é capaz de gerir o seu crescimento sem necessariamente mudar de ferramenta, renegociar um contrato, gerir anomalias ou pagar penalizações. Uma verdadeira alavanca para a otimização do fluxo de caixa!

O impacto é também significativo em termos de carga de trabalho mental: o empresário, libertado dos aspetos técnicos relacionados com a ferramenta, pode assim dedicar o seu tempo e valor acrescentado aos temas estratégicos do desenvolvimento empresarial. Várias soluções no mercado vão mais longe e também reduzem a carga administrativa.

Uma alavanca para o recrutamento e a coesão

Já antes do confinamento, 48% dos trabalhadores franceses eram a favor do teletrabalho completo… contra apenas 22% dos gestores de RH! Agora, as ferramentas Cloud estão a avançar na direção da história: mais trabalho nómada, dispositivos móveis e interligados, equipas divididas em diferentes países e continentes. Confiando numa simples ligação à Internet, as soluções Cloud livram-se da pesada tarefa de instalar licenças numa estação de trabalho fixa (“on premise “), mas também de fusos horários diferentes e do risco de “conflitos de versões” durante projetos partilhados. A Cloud e o empresário partilham, portanto, um ADN marcado pelo nomadismo, colaboração e capacidade de resposta.

Ao acompanhar estas convulsões sociais e ao responder à procura das gerações mais jovens por novas formas de trabalho, a Cloud e a sua filosofia estão a tornar-se um fator importante na atração e retenção de talentos e, portanto, na competitividade – especialmente para estruturas cujos recursos financeiros limitados não lhes permitem competir com outras a um nível estritamente salarial.

Mas não se trata apenas de trabalhar, ligado à ferramenta, cada um no seu canto, em lados opostos do mundo: todas as soluções Cloud integram ferramentas de colaboração que ajudam a manter as equipas unidas e a mobilizá-las em torno do projeto partilhado. Por exemplo, a capacidade de ver em tempo real o impacto dos colegas, de acrescentar um comentário às próprias modificações ou de entrar em chats para explicar melhor, são características que, embora com ares de” gadget”, federam equipas e criam elos de ligação.