Inscreva-se

Inscreva-se

Como saber se está pronto para passar de empregado a empreendedor

Artigo mais popular

Como saber se está pronto para passar de empregado a empreendedor

Para passar de empregado a empreendedor é necessário estar preparado em vários aspetos. Aqui estão alguns conselhos sobre como consegui-lo.

  • Há muitos fatores que lhe darão a resposta: do emocional ao económico.
  • Nem todos estão prontos para dar o salto. Está? Descubra-o neste artigo.

Há várias pistas para saber se está pronto para passar de empregado a empreendedor. Dividimo-las em pistas emocionais, profissionais e pessoais. Todas elas têm uma influência e, idealmente, deve preencher todas as condições que vamos apresentar de seguida. Quanto mais tiver, mais perto está do momento certo para (com sucesso) se tornar num empreendedor.

 

Estar pronto para passar de empregado a empreendedor do ponto de vista emocional.

Se sentir que está parado no seu trabalho atual. Se se sentir constantemente limitado ou desmotivado. Se estiver descontente com o seu atual emprego como assalariado, então está pronto para empreender um projeto pessoal por conta própria.

Não estamos a falar de ter esta sensação ocasionalmente. Deve tê-la durante longos períodos de tempo. Ou ter estes sentimentos em múltiplas ocasiões ao longo do ano, mesmo que apenas temporariamente.

Existem razões emocionais, pessoais e profissionais que determinam se está ou não pronto para empreender.

Tem uma ideia pela qual é apaixonado?

Entre os fatores emocionais, há um externo que nada tem a ver com o seu trabalho atual. Refere-se à ideia na sua cabeça ou ao projeto que pretende levar a cabo.

Sente paixão quando pensa nisso? A motivação é uma das ferramentas mais poderosas para aumentar as competências profissionais. E nada lhe dará mais motivação do que a paixão pela sua ideia. A convicção de que sabe fazer melhor o trabalho por si próprio, ou que tem uma ideia que pode realmente melhorar o ambiente em que será aplicado.

Uma ideia em que confia ao ponto de estar disposto a desistir de tudo porque se tem a certeza de que vai funcionar. Claro que encontrará desafios e obstáculos ao longo do caminho. Mas é precisamente a sua paixão que os fará parecer mais pequenos.

Razões profissionais para passar de empregado a empreendedor

Se tem a sensação de estagnação, tem uma razão profissional para empreender. Neste caso, estamos a referir-nos a uma estagnação quer da posição quer das competências. Estará mais perto de empreender se sentir que está sempre a fazer a mesma coisa, que não está a aprender nada e que tem vontade de crescer e adquirir novas competências.

Também se tiver a certeza de que não está a tirar o máximo partido dos seus talentos. Se pode contribuir mais do que lhe é “permitido”, devido a hierarquias limitativas ou a uma estrutura pouco flexível da empresa.

Se tem uma impossibilidade real de evoluir, quer nas tarefas ou contribuições a efetuar, quer na escala interna e salarial, então tem razões profissionais para empreender.

 

Poderia desempenhar melhor o trabalho que faz se não estivesse na empresa?

Dentro dos motivos profissionais também estaria preparado para empreender se tivesse a necessidade de não ter um chefe. Quer escolher os seus próprios projetos. E, além disso, está convencido de que poderia realizá-los com maiores garantias de sucesso.

O que o empreendedorismo tem de bom hoje em dia é que existem ferramentas tecnológicas acessíveis que facilitam a vida aos empreendedores. Atualmente, pode contar com software e aplicações na cloud que lhe permitem realizar certos tipos de diligências da mesma forma que as grandes empresas. E com um investimento acessível.

  • Se propôs uma mudança, sabendo que é a melhor opção para realizar certos processos… e foi-lhe dito que não… Então também está pronto para se tornar num empreendedor.
  • Se sabe que existem ferramentas na empresa que são obsoletas e estão a atrasar o seu trabalho… e, apesar de terem sido avisados, não o alteram… Então está pronto para empreender.
  • Se o seu processo de organização do trabalho for mais eficaz para si do que o proposto pela empresa (por exemplo, em termos de horários)… Então está pronto para.

 

Sage One

Software de faturação online para empreendedores.

 

Experimente 30 dias grátis

 

Razões pessoais para decidir (ou não) tornar-se num empreendedor

Há uma grande razão pessoal que pode ser um factor limitativo importante: tem capacidade financeira para passar um período de tempo razoável com um nível de rendimento baixo ou irregular? Qualquer tipo de empreendedorismo vai exigir um investimento inicial de tempo, mas também de dinheiro.

E é provável que durante os primeiros meses o rendimento seja baixo, até começar a ter clientes, a fidelizar clientes… Mesmo que tenha respondido positivamente a todas as pistas sobre se está pronto para iniciar um negócio, deve poder contar com esta margem de manobra financeira.

Caso contrário, deve pensar duas vezes. Porque a necessidade de faturar ou de obter rendimentos pode levar-nos a tomar as decisões erradas. O conhecido “pão para hoje, fome para amanhã” é excessivamente comum nas startups que têm a necessidade de vender tudo o que podem no seu início, porque não têm essa almofada económica a um nível pessoal.

Se se identificou com cada um destes cenários, então está pronto para passar de empregado a empreendedor. Haverá dificuldades e desafios ao longo do caminho. Mas não os tem já na sua vida profissional como empregado?