Definição de dicionário

O que são Ações?

As ações são um dos termos mais comuns quando se fala de empresas. De forma simples, uma ação é uma das partes em que se divide o capital social de uma Sociedade Anónima.
As Sociedades Anónimas têm de ter no mínimo 5 sócios, sendo o capital social mínimo de 50.000 euros, tendo as ações um valor nominal mínimo de 1 euro. A responsabilidade dos sócios é limitada ao valor das ações subscritas. A denominação da firma deve constar a expressão Sociedade Anónima ou SA.
Podem existir diferentes tipos de ações, que confiram direitos diferente aos acionistas, como direito a participar na liquidação da empresa ou a participar na tomada de decisões da empresa.
Quatro tipo de Ações
Geralmente, distinguimos quatro tipos genéricos de ações: ordinárias, preferenciais, com e sem direito de voto e as golden shares.
Ações ordinárias
Estas são as ações mais comuns, as que são cotadas em bolsa e que dão ao acionista o direito de receber parte dos dividendos da empresa ou uma parte em caso de liquidação desta. Quem compra ações ordinárias tem direito a estar presente na Assembleia Geral de Acionistas e direito de voto sobre diferentes aspetos que afetem os acordos sociais da respetiva empresa.
Ações preferenciais
Em caso de distribuição de dividendos da empresa emitente, os titulares destas ações são os primeiros a receber, isto é, têm prioridade sobre as ações ordinárias na distribuição de dividendos.
Ações com e sem direito de voto
Consoante as ações, permitem ou não ao acionista fazer-se representar na Assembleia Geral de Acionistas.
Golden shares
As empresas que vendem golden shares reservam para os seus titulares privilégios especiais, previstos nos estatutos da empresa. Esses privilégios estão associados, por norma, a participações estatais em empresas de interesse nacional.
Três tipos de ações de acordo com o nível de risco
Os mercados financeiros definem ainda características especiais das ações, normalmente associadas ao seu comportamento em bolsa e ao nível de risco que representam. Desta forma, podemos definir outros três tipos de ações:
Defensivas
É o caso das ações de empresas de água, luz, gás e outros produtos de consumo. A sua principal característica é a estabilidade, escapando às flutuações do mercado financeiro. Contudo, também escapam também às grandes subidas dos momentos mais positivos.
De crescimento
Com um risco médio ou elevado, proporcionam altos rendimentos num curto espaço de tempo. Por norma, estas ações surgem ligadas a empresas de tecnologias, telecomunicações, Internet e inovação.
Cíclicas
Como o nome indica, estas ações estão dependentes dos ciclos da economia. São mais ou menos lucrativas consoante a atividade industrial e de serviços esteja em alta ou com quebras na procura. Numa situação de economia a crescer de forma estável, são as empresas de construção, de matérias-primas ou indústrias, bem como os transportes e o sector automóvel, as mais beneficiadas.

 

Receba a newsletter Sage Advice

Inscreva-se para receber o boletim do Sage Advice e receba os conselhos mais recentes diretamente no seu e-mail.