Inscreva-se

Inscreva-se

Qual a diferença entre job costing e process costing?

Back to search results

Mulher de negócios em fábrica com tablet

Em qualquer negócio, é essencial compreender a rentabilidade em torno da produção. O que ajuda à tomada de decisão, maximizando os lucros e minimizando as ineficiências. O job costing e o process costing permitem-lhe fazer isso.

Estes métodos significam que pode calcular o custo por unidade de produção – isto é, por cada item produzido ou fornecido. Podem ser usados tanto em empresas de produção, como em empresas do setor de serviços. Sem este nível de entendimento, é quase certo que o seu negócio enfrentará obstáculos e terá dificuldade em crescer.

A aplicação destes métodos é um processo simples, conforme se explica seguidamente.

O que é o job costing?

O job costing é uma forma de calcular o custo por cada produto singular produzido pela sua empresa ou “unidade”. Uma unidade pode ser um item manufaturado ou uma oferta de serviço particular.

Fórmula de job costing

A fórmula básica do job costing é: Custo de unidade = custos diretos da unidade + parte/fração custos indiretos

Os custos diretos podem incluir a mão-de-obra envolvida na produção ou prestação da unidade e o custo dos materiais usados na produção dessa unidade ou prestação desse serviço.

Os custos indiretos podem incluir os custos de armazenamento dos bens manufaturados ou os custos de iluminação da unidade de produção.

Pode também haver custos indiretos de mão-de-obra, como os custos relativos a um gerente de armazém.

A diferença entre os custos diretos e indiretos é que os custos diretos se referem unicamente a essa unidade em particular, enquanto os custos indiretos não podem ser avaliados unicamente para essa unidade.

Por exemplo, um armazém armazena todos os produtos manufaturados por um fabricante, logo é um custo indireto, porque não pode ser estimado para apenas uma unidade.

Do mesmo modo, o trabalho desempenhado pelo gerente de armazém é um custo indireto.

Digamos que uma empresa cria cortinados à medida para os clientes. O proprietário da empresa deve aplicar o job costing.

Para aplicar o job costing, terá primeiro de estimar os custos diretos, como por exemplo:

  • O custo de 30 minutos de mão-de-obra para um operário a trabalhar à máquina de costura;
  • O custo dos tecidos;
  • O custo de envio dos cortinados para o cliente.

Os custos indiretos podem incluir frações repartidas dos custos relativos ao seguinte:

  • Renda da unidade de produção ou armazém;
  • Custos de depreciação da maquinaria;
  • Iluminação;
  • Aquecimento.

Ou consideremos uma loja de reparação de telemóveis. Os custos diretos incluem os componentes eletrónicos usados nas reparações e o custo da mão-de-obra por cada reparação.

Os custos indiretos podem incluir os custos repartidos da renda da loja, custos de Internet para a comunicação com o cliente e os custos de iluminação/aquecimento da loja.

O que é o process costing?

O job costing pode parecer a solução perfeita para calcular o custo de cada unidade de produção produzida pela sua empresa. Mas se tiver um negócio responsável pela produção de grandes quantidades do mesmo item ou serviço, o process costing faz mais sentido.

Os exemplos incluem unidades de processamento químico que produzem uma única substância química ou um serviço de correio expresso, em que são entregues milhares de encomendas por semana.

Nestes casos, é inútil tentar estimar o job costing individual de cada barril químico enviado ou de cada encomenda colocada numa caixa de correio.

Será sempre genericamente o mesmo ou suficientemente aproximado para fazer sentido chegar a um custo médio.

Fórmula de process costing

A fórmula básica do process costing é: Custo de unidade de produção = custo total de produção, dividido pelo número de unidades produzidas

Parece simples, mas é preciso ter em atenção os períodos contabilísticos.

Por exemplo, a unidade de produção química não será encerrada e depois reiniciada do zero ao final de cada mês – embora se inicie um novo período contabilístico nesse ponto. A produção é contínua.

O que significa que alguns dos custos diretos ou indiretos – como as matérias-primas ou a eletricidade para alimentar a maquinaria – podem “extravasar” de um período anterior ao período seguinte. A solução é fazer ajustes a cada mês para ter isso em conta.

Deverá usar o process costing ou o job costing?

A pista está no próprio nome. Se aquilo que faz envolve processos contínuos (como a manufaturação de um mesmo químico ou a distribuição de encomendas), então o process costing é provavelmente o melhor.

Porque é o job costing ou process costing importante?

O fabricante de cortinados atrás referido toma conhecimento de que um concorrente está a subcotar os preços. Em consequência disso, os resultados de vendas estão a cair. Ele precisa de, pelo menos, igualar os preços do concorrente. Assim, vai analisar os valores de job costing.

Na maioria dos exemplos de job costing, os custos diretos são superiores aos custos indiretos. Então, começa por aí. Ele contacta os fornecedores e toma conhecimento de que conseguem fornecer os tecidos em maiores quantidades, reduzindo o custo para 8€ por unidade, em comparação com os atuais 12€. E percebe também que pode introduzir eficiências de produção que reduzem o custo da mão-de-obra em um quarto.

A loja de reparação de telemóveis enfrenta uma concorrência equivalente por parte de uma nova loja que abre a poucos metros de distância. Os seus custos diretos já estão reduzidos ao mínimo, porque as peças são fornecidas diretamente pelos fabricantes chineses, embora passem para a faturação online para evitar os custos diretos com papel e impressora.

Os custos de mão-de-obra são também basicamente impossíveis de reduzir. No entanto, os custos indiretos podem ser reduzidos negociando com o senhorio uma redução da renda e procurando fornecedores de serviços públicos mais competitivos, bem como custos mais baixos de Internet.

Como calcular o job costing?

Para calcular o job costing, pode usar um formulário de job costing ou pode já ter um sistema de job costing como parte integrante da sua solução de software de contabilidade na cloud.

Poderá ter de se informar junto do departamento financeiro ou do seu contabilista para saber que informação específica é necessário custear, embora geralmente sejam registados seis pontos:

  • Materiais diretos usados;
  • Materiais indiretos usados;
  • Mão-de-obra direta;
  • Mão-de-obra indireta;
  • Outros custos diretos;
  • Outros custos indiretos.

Pode haver uma parte de custo primário do formulário que registe os custos diretos separadamente e uma secção de custos gerais, também.

  • O formulário de job costing deve ser encabeçado pelo seu próprio número de registo, que o identifica. Do cabeçalho, deve também fazer parte a descrição e/ou código do produto e, eventualmente, uma referência ao cliente ou consumidor.
  • Os materiais diretos usados devem ser listados de acordo com as medidas usadas na sua aquisição inicial, como quilogramas ou litros. Pode retirar esta informação facilmente dos contratos de compra existentes, mas o objetivo é listar unicamente a quantidade usada na produção ou criação dessa unidade específica. Pode querer registar não apenas a quantidade, mas também o custo. Se, por exemplo, tiver adquirido 100 litros de tinta por 100€ e forem usados 10 litros no trabalho específico considerado, deverá listar 10 litros com um custo de 10€.
  • A mão-de-obra direta é registada como horas de trabalho e pode também querer registar os custos salariais associados. Por exemplo, se um operário receber 15€ por hora e trabalhar duas horas, deverá registar duas horas com um custo de 30€.
  • Outros custos diretos devem também ser especificados. Estes podem incluir os custos de envio para esse item, se enviado individualmente, por exemplo. Poderá ter de investigar a fundo estes custos, porque alguns podem não ser óbvios.
  • Os custos e mão-de-obra indiretos terão de ser baseados numa fração dos custos. Há diferentes formas de o fazer, não havendo um modo padrão que se adeque a todos os tipos de job costing. Por exemplo, se quiser incluir os custos de armazenagem e o seu negócio produzir 10 produtos que são armazenados, poderá querer calcular 1/10 do custo e depois colocá-lo em proporção com o período de tempo em que os bens estiveram armazenados. Ou se a sua empresa produzir cinco itens, poderá simplesmente pegar no total de custos gerais e dividi-lo por esse número.

Outras formas de costing?

Há outras formas de costing que podem ser usadas em lugar do job ou process costing. O batch costing é usado se produzir lotes de alguma coisa, mas os custos variam entre lotes. Por exemplo, se a sua empresa fabricar calças, então o custo do material pode variar de acordo com o design.

Ou poderá fazer reparação de sistemas eletrónicos e estar a reparar uma falha recorrente numa peça de equipamento específica, que mantém os seus engenheiros de campo ocupados por um determinado período de tempo.

Fórmula de batch costing

A fórmula básica do batch costing é: Custo de lote (custos diretos e indiretos) dividido pelo número de unidades no lote

Ideias finais sobre job costing e process costing

Minimizar as ineficiências da sua empresa e procurar maximizar os seus lucros é importante. Gerir os seus custos de forma adequada ajudá-lo-á definitivamente a alcançar esses objetivos. Agora que compreendeu a diferença entre job costing e process costing, poderá usar o método mais adequado para tomar melhores decisões e conseguir o crescimento desejado.

Receba a newsletter Sage Advice

Inscreva-se para receber o boletim do Sage Advice e receba os conselhos mais recentes diretamente no seu e-mail.