Inscreva-se

Inscreva-se

Que negócios serão mais rentáveis em 2021?

Back to search results

É difícil saber com exatidão quais serão os negócios rentáveis em 2021, mas são claras algumas tendências. Em geral, a maioria tem, ao mesmo tempo, um grande alcance e uma mais-valia de consolidação outorgada pela situação particular que vivemos.

Se algo aprendemos, a esta altura, é que os bons negócios rentáveis devem saber cumprir com os seus deveres a longo prazo. Estamos a falar das mudanças propiciadas pela tecnologia e pelas novidades organizacionais, ambientais e sociais. Além disso, é também cada vez mais evidente que eles devem saber ler as tendências sobre as circunstâncias do momento.

A transformação dos cuidados de saúde

Vivemos ainda numa época de forte pressão assistencial. Mas é muito provável que a mudança nos cuidados de saúde não fique na mera adaptação a uma situação concreta. As razões são variadas:

  • A maioria das novas tecnologias tem uma aplicação nos cuidados de saúde, que em grande parte dos casos está por concretizar. Todos os negócios que forem capazes de conduzir esse processo de forma coerente e com vantagens para profissionais ou pacientes têm importantes oportunidades de negócio.
  • A nível mundial, a procura de cuidados de saúde continuará provavelmente a aumentar durante muitos anos. Observa-se que os países, à medida que crescem, vão destinando maior proporção do seu rendimento a este capítulo.
  • Tecnicamente, é cada vez mais fácil partilhar recursos humanos e materiais no domínio da saúde. Isso facilita a criação de serviços mais especializados que procuram aproveitar as vantagens do tamanho. As empresas que forem capazes de responder aos desafios organizacionais que isso implica serão muito procuradas. Além disso, aqueles que forem pioneiros nalguma área podem prestar serviço em condições muito vantajosas de custos, devido aos seus processos de aprendizagem mais avançados.

“São tendência quer o que é saudável como as soluções aos desafios da saúde”

O auge do saudável

O interesse pela saúde não se esgota na saúde. Todas as empresas estão atualmente a viver com o estabelecimento de normas e recomendações especiais de prevenção. Mas a tendência vai muito para além disso:

  • Os processos devem ser saudáveis. Zelar pela saúde dos trabalhadores é algo mais do que cumprir as normas. Temos de ser proativos, analisar todos os riscos, práticas e soluções. Continuar-se-á a procurar fornecedores especializados que melhorem a saúde e evitem os acidentes de trabalho e que facilitem também a promoção de hábitos saudáveis. Além disso, serão muito procuradas as soluções para evitar danos à saúde de terceiros.
  • Os produtos saudáveis também são tendência. Os alimentos devem prevenir doenças, as atividades melhorar a nossa forma física e até mesmo procurar soluções para a manipulação das emoções e o embelezamento.

A tecnologia e os negócios rentáveis

A tecnologia é um protagonista indiscutível dos nossos tempos. Entre as atividades que crescem estão:

  • Os próprios fornecedores tecnológicos. Lançar uma nova tecnologia proporciona duas vantagens. Em primeiro lugar, estamos a colocar as primeiras pedras de um caminho, com o qual podemos desenhar uma estratégia que nos traga lucros. Em segundo lugar, tudo o que vamos aprendendo faz com que obtenhamos vantagens de custo.
  • As empresas que facilitam a adoção de tecnologias, que fazem de ‘tradutoras’ para conseguir que outras empresas e consumidores entendam o seu potencial. Aqui encontramos trabalhos de análise, programação, auditoria, formação, acreditação, etc.
  • As empresas líderes em transformação digital. Não são apenas os negócios que criam algo novo baseado em tecnologia, mas também aqueles que conseguem incorporar com sucesso o que existe no seu dia-a-dia. São empresas flexíveis que introduzem os avanços nos seus processos antes dos outros o fazerem.
  • Algumas destas últimas têm o caráter de disruptivas. Não só encaixam perfeitamente a tecnologia com o ambiente, mas vislumbram como aquela pode mudar tudo.

Os negócios que tornam mais fácil a adoção de novas tecnologias em saúde têm boas perspetivas.

O imperativo da sustentabilidade

O futuro constrói-se hoje. As empresas, voltadas para um mundo financeiro em que as expetativas são tudo, sabem-no melhor que ninguém. Não ser sustentável a longo prazo é a melhor semente para a desconfiança, a perda de investidores e o caos organizacional.

Em suma, quem não constrói projetos que podem ser mantidos não só não tem futuro, como também não tem presente. Daí estarem destinadas a ter sucesso certas empresas:

  • As que geram maior harmonia social. A inclusão, a acessibilidade, os produtos utilizáveis ou, em geral, a luta por uma sociedade com mais oportunidades para todos é imperativo empresarial. Todos conhecem os desafios, mas só as empresas que acertam com as soluções serão sustentáveis a longo prazo.
  • Negócios ambientalmente sustentáveis. Aqui a perspetiva deve ser necessariamente integral. A atividade empresarial gera muitos impactos diretos e indiretos na natureza e na sua relação com as atividades humanas. Por isso, estamos a falar de uma tendência transversal. Não se trata apenas de traçar alguns objetivos e cumpri-los, mas também de ser capaz de antecipar desafios ambientais e inseri-los em todos os processos de decisão.
  • A sustentabilidade ambiental não se esgota na própria empresa. De fato, há um crescente interesse por negócios que favorecem a sustentabilidade ambiental de terceiros.
  • A sustentabilidade organizacional. Um negócio rentável, nos tempos atuais, deve ter muito presente as novas realidades e formas de colaborar. Há que saber gerar incentivos que reforcem a posição da equipa e de cada um dos seus membros. Assim, por exemplo, as líderes no smart working partem com uma posição de vantagem.

Transporte e logística inteligente

2020 tem sido um ano muito importante para o transporte de mercadorias e pessoas. Várias tendências se consolidam:

  • Cresce o comércio eletrónico. São necessárias soluções para chegar de maneira eficiente a mais lugares, em menos tempo e cobrindo as condições de segurança, higiene e sustentabilidade ambiental e social.
  • As rotas de passageiros e, sobretudo, de mercadorias devem ser otimizadas. Tecnologias como a Internet das coisas, o big data ou a inteligência artificial são usadas para fazê-lo. Novos modos de acesso a veículos ou profissionais de transporte são também desenvolvidos.
  • Estão a ser desenvolvidos projetos disruptivos que exigem a colaboração de muitas empresas. Exemplos disso são a automatização de meios de transporte, o desenvolvimento de motores mais sustentáveis ou a criação de novos meios que atinjam maiores velocidades.

Em resumo, os negócios rentáveis em 2021 devem responder aos grandes desafios com soluções tecnológicas e organizacionais eficientes e coerentes.