Inscreva-se

Inscreva-se

A minha startup, o meu espaço de trabalho

Crescimento de Negócio e Clientes

A minha startup, o meu espaço de trabalho

Se existe uma necessidade partilhada por todos os criadores de startups, é a de ter um espaço de trabalho que corresponda às apostas estratégicas do projeto. Contacto próximo com outros criadores? Acesso dia e noite? Ligação com um laboratório de investigação? Cabe-lhe a si identificar o espaço de trabalho que se adapta melhor à sua ambição.

O espaço de trabalho é necessariamente o local que reúne os seus recursos e a sua necessidade de credibilidade. É também um conceito em evolução, especialmente durante os primeiros anos de vida da startup. Provavelmente irá experimentar diferentes tipos de espaço de trabalho na fase de arranque.

Criar e desenvolver uma startup é uma aventura extraordinária. A viagem de um criador de startup está repleta de satisfações profissionais sem precedentes, mas acima de tudo está cheia de desafios, que devem ser superados um a um. A Sage Advice oferece-lhe uma série de artigos a ler para tornar a aventura um pouco mais fácil:

A casa, um espaço de trabalho discreto para começar

Transformar a sua casa num espaço de trabalho não é uma boa ideia. Iniciar um negócio é uma corrida de fundo que exige uma desconexão regular do seu projeto de startup para não falhar.

No entanto, há uma série de vantagens em organizar um espaço de trabalho em sua casa e em criar a sua startup em modo de teletrabalho:

  • Coerência, quando se está num emprego e se tem de separar claramente as duas partes da vida profissional.
  • Poupança, com um custo de ocupação de espaço que não sobrecarrega os recursos no início do percurso.
  • Acessibilidade, minimizando obviamente os tempos de deslocação ao trabalho e permitindo explorar em tempo real quaisquer ideias que possam vir à mente.

Centros de negócios: um espaço de trabalho para começar

Um centro de negócios apresenta a vantagem da flexibilidade. Este ambiente de trabalho adapta-se totalmente às necessidades da startup em fase de criação, pois pode ser ocupado numa base diária, semanal ou mensal.

Para além das 2 ou 3 salas necessárias, o pequeno rebento beneficia de serviços empresariais partilhados, tais como uma cafetaria, um serviço de secretariado, uma fotocopiadora multifuncional, uma sala de reuniões e um serviço de limpeza. E à medida que o rebento cresce, o seu espaço de trabalho cresce com ele, com a possibilidade de acrescentar mais salas.

Mais dedicado a uma atividade terciária, o centro de negócios tem a vantagem de proporcionar à empresa em fase de arranque uma localização atrativa, numa zona empresarial ou comercial. Pela mesma razão, o acesso aos transportes públicos é geralmente uma mais-valia pois facilita a vinda de visitantes.

Incubadoras, um espaço de trabalho para incubar projetos

Para além dos serviços partilhados de um centro de negócios, uma incubadora fornece apoio especializado durante um período limitado. Em troca de uma renda ou de uma participação no capital da startup, a incubadora fornece apoio personalizado para o projeto, como formação, aconselhamento e orientação para o financiamento.

Existem vários tipos de incubadoras – também conhecidas como aceleradores de projetos -. Algumas são públicas, outras são privadas. Algumas incubadoras estão ligadas a uma escola, a uma empresa ou a uma região. Algumas incubadoras são generalistas enquanto outras são temáticas.

O que é muito importante para o criador de uma startup é que a incubadora é um espaço de trabalho onde apenas os líderes do projeto estão presentes, sujeitos desde o primeiro dia a uma contagem decrescente (6 ou 12 meses) para implementar o seu modelo de negócio. Como resultado, a incubadora é um local de efervescência e emulação, dedicado à criação de valor e inovação, propício ao intercâmbio de boas práticas, mas também à formação em intensidade competitiva. As incubadoras mais prestigiosas só são acessíveis após um processo de seleção muito exigente.

Coworking um espaço de trabalho com um máximo de convívio

Com a mesma promessa de serviços partilhados que o centro de negócios, o espaço de trabalho partilhado (ou coworking) acrescenta uma dimensão comunitária. Os clientes são startups que encontraram o seu modelo de negócio, profissionais ou departamentos de grandes empresas à procura de espaços remotos para albergar projetos.

O que une os ocupantes é uma necessidade de convívio e a transversalidade. É por isso que um serviço muito importante de um gestor de espaço de trabalho partilhado é a animação. Noites temáticas, desportos ou conferências: tudo é feito para misturar perfis e criar uma comunidade de trabalho com profissionais cujas atividades são muito diferentes.

Em conclusão, o espaço de trabalho ocupado por uma startup corresponde a uma fase da vida da empresa. Para além dos serviços partilhados que são essenciais para o negócio, cada ambiente oferece a sua própria atmosfera, que é única. Silenciosa e discreta no centro de negócios, disruptiva na incubadora ou amigável no espaço de trabalho partilhado. A escolha é sua!