Inscreva-se

Inscreva-se

Cyber Monday: como preparar o seu negócio de retalho

Back to search results

Logotipo do Sage Advice
Sage AdviceConhecimento para Empresas de Sucesso
Receba a Newsletter Sage AdviceSubscrever

Para um retalhista, a Black Friday é, muito provavelmente, um dos melhores períodos de vendas. É uma ótima oportunidade para atrair novos clientes, deliciar os que já existem, vender muitos produtos e fazer ainda mais dinheiro.

Mas quando o período de vendas termina e apenas restam prateleiras vazias e caixas registadoras cheias, não é tempo de “descansar à sombra da bananeira.” Assim que a Black Friday termine, devem preparar-se para o pós-choque de vendas que é a Cyber Monday.

Ainda que a Cyber Monday não pareça tão grande como a Black Friday, a primeira é uma data chave no calendário de vendas de retalho. Os hábitos de compras dos consumidores estão a mudar a um ritmo alucinante, com as vendas online a ser uma parte crucial dessa rapidez.

E com o retalho a ceder cada vez mais aos desejos e vontades do cliente, não podem negligenciar a vossa presença online enquanto negócio.

Sigam as dicas abaixo e descubram como preparar o vosso negócio de retalho para fazer mais da Cyber Monday.

O verdadeiro valor da Cyber Monday

A questão que todos os retalhistas deviam estar a perguntar-se é: “A Cyber Monday vale mesmo a pena”? Porque, verdade seja dita, há muito a ter em conta para concretizar uma Cyber Monday bem-sucedida, incluindo marketing, descontos, pagamentos, distribuição e envios.

Para responder a esta pergunta, precisamos de olhar historicamente para a Cyber Monday.

O tamanho e o valor deste evento anual tem continuado a crescer de ano para ano na última década, de acordo com a empresa de marketing comportamental SaleCycle.

E embora haja um fundo de verdade na ideia de que grandes retalhistas beneficiam mais deste evento que os seus pequenos homólogos, não significa que os estes não consigam capitalizar a melhor segunda-feira do ano.

Um desconto bem comunicado terá sempre maior probabilidade de atrair consumidores, especialmente se os clientes estiverem em “modo comprar”, não importando o tamanho do negócio que vende determinado produto.

Ainda assim, a Cyber Monday tem sido historicamente dirigida ao setor de produtos eletrónicos e de tecnologia. Alguns dos produtos mais procurados em 2018 são vídeo jogos e consolas, câmaras e smart speakers.

Tenham isto em mente quando estiverem a delinear os produtos que querem oferecer. Uma pequena loja independente de tecnologia é capaz de beneficiar mais com a Cyber Monday que, digamos, um outlet de tricot.

Os hábitos em mudança dos consumidores

O sucesso da Cyber Monday pode ser de certa forma atribuído à mudança dos hábitos e expetativas dos consumidores. Pesquisar online por descontos em vez de fazer fila em lojas é uma opção mais conveniente.

Ainda mais agora que a experiência de compra tem de estar nos termos do consumidor – aos quais as empresas têm de se adaptar. Especialmente em picos de épocas de vendas.

Contudo, quando têm de se focar em clientes que estão a comprar produtos online, pode ser mais fácil perdê-los (e a vendas importantes) se eles não completarem o processo de compra e fizerem um checkout.

Uma pesquisa apresentada pela Baymard mostrou que 23% dos carrinhos de compra virtuais “abandonados” resultam de um longo e complexo processo de pagamento, com mais 34% a abandonar o carrinho por terem de se registar ou criar uma conta.

Seamus Smith, chefe executivo da Sage Pay, aconselhou numa entrevista recente: “O abandono é um dos principais problemas para qualquer loja online porque se não tiverem uma experiência de pagamento suave, com métodos de pagamento populares incluídos, acabam por perder o cliente e a venda”.

Isto é especialmente verdade durante a Cyber Monday, dado que o vosso website pode não ser a última paragem do vosso cliente.

A maior parte dos clientes não vão querer desperdiçar o seu tempo num processo de pagamento difícil e em vários passos. Vão querer sim que, simplesmente, possam completar a transação para continuar a sua “maratona de compras” em poucos passos.

É importante perceber o que o futuro da tecnologia de pagamentos implica para o vosso negócio, para que possam preparar o vosso negócio não só para períodos mais agitados como a Cyber Monday, mas também para o resto do ano.

Quatro dicas para vos ajudar a preparar a Cyber Monday

Como se podem preparar para o pós-choque quase sísmico que é a Cyber Monday? Aqui ficam quatro dicas para para vos ajudar a ter o vosso negócio preparado para aquilo que, esperançosamente, será um dia bem recheado de vendas.

Verifiquem se o vosso website é estável

A estabilidade de um website deve ser uma das principais considerações no que respeita a época de promoções como a Cyber Monday. O vosso website é moderno e fluido? Consegue alojar e lidar com um aumento súbito de tráfego?

Estas são componentes vitais que asseguram que o vosso website não está em sub-performance (ou mesmo num ciclo de falha) em alturas cruciais.

Assegurem que as páginas carregam bem

Tenham a certeza de que as páginas têm boa leitura e carregam a a uma velocidade aceitável, e que o aumento do tráfego não está a colocar a estabilidade do website em risco. Há diversas ferramentas gratuitas que podem ajudar-vos a analisar a performance da vossa loja online. Contudo, se vão fazer melhorias ao website, devem sempre pedir ao web developer para entrar em acção e implementar os ajustes necessários.

Atenção aos carrinhos abandonados

Uma vez chegados ao momento de checkout, é imperativo que os clientes tenham uma experiência fluída e simples. O abandono do carrinho é o inimigo público número um das vendas – e um processo de pagamento moroso e pobre é o catalisador certo para este fenómeno de abandono.

O vosso negócio deve possuir formas de pagamento com um histórico comprovado de confiabilidade e rapidez. E se algo inesperado e menos bom ocorrer, devem poder ofercer um apoio ao cliente 24/7.

Usem o provedor de pagamento correto

Se as formas de pagamento que possuem atualmente não oferecem o nível de serviços que necessitam, é importante mudar para um mais actual assim que vos for possível.

Para minimizar a disrupção, devem escolher um para que não haja necessidade de mudar as vossas contas. Isto vai ajudar a que a vossa loja continue sem problemas.

Conclusões

A Black Friday é um terramoto no mundo do retalho capaz de enviar ondas de choque por toda a indústria, com elevados volumes de venda concentrados pela maior parte dos negócios a retalho. E este fenómeno é organicamente potenciado pelo buzz dos consumidores e pelo desejo de encontrar as melhores “borlas”.

Porém, lembrem-se de retirar vantagem da pós Black Friday – a Cyber Monday. Com isso, podem esperar para um horizonte de vendas mais próspero. E, seguindo os passos certos, deverão chegar a terça-feira com um assinalável volume de vendas e muitos clientes bastante satisfeitos.