Inscreva-se

Inscreva-se

Como alargar a minha reputação e alcançar mais clientes

Back to search results

Jovem olha para câmara

Com o crescente número de empresas e pessoas ativas a competitividade está cada vez maior, criando a necessidade de aumentar a reputação para conseguir encontrar novos clientes.

No ano 2000, existiam, em Portugal, 621 mil empresas, passados 20 anos o valor duplicou e existem atualmente, no mercado português, mais de 1 milhão de empresas. Em 2020 existiam 788 mil trabalhadores independentes e um total de população ativa superior a 5 milhões de pessoas.

Trabalhadores independentes e empresas apenas sobrevivem e evoluem com clientes, são estes que permitem obter rendimento, criar e manter postos de trabalho, pagar salários, despesas e investir no desenvolvimento da atividade. Sem eles, nada acontece.

É importante que se esteja atento às necessidades e tendências do mercado, desta forma consegue-se perceber quais os desafios que os clientes têm e como a concorrência está a agir. É determinante antecipar os movimentos da concorrência, mostrar ao mercado as capacidades e competências que se tem, criar estratégias de marketing adequadas e aparecer constantemente! Quem não aparece, não existe!

Por mais competências e trabalho extraordinário que uma pessoa ou empresa tenha e apresente, se não conseguir demonstrar a experiência e dar-se a conhecer, é como se esse trabalho não existisse. Como é que os clientes chegam até nós se não mostramos o nosso trabalho? É como aprender a jogar xadrez, treinar anos a fio, tornar-se num jogador exímio e jogar apenas em torneios locais. Essa pode ser uma opção, mas não permite aumentar as competências, tornar-se melhor e criar mais valor.

Nos negócios a reputação é um fator essencial, é preciso investir em si e criar uma marca, dar a conhecer 1) as suas competências, 2) as soluções que têm, 3) o trabalho efetuado e 4) mostrar o valor que pode aportar em qualquer projeto.

Não basta fazer um bom trabalho, é determinante sair da zona de conforto e dar-se a conhecer. Criar uma estratégia de reputação e marca que permita as pessoas o conhecerem e quererem trabalhar consigo ou com a sua empresa.

Esse é um passo importante para conquistar mais clientes, desenvolver o negócio, competências, experiência e gerar cada vez mais valor, tornar-se melhor profissional, ou melhor empresa.

“Your brand is what other people say about you

When you are not in the room.”

Jeff Bezos – Ex-Presidente da Amazon

Por isso é importante que se decida exatamente o que pretendemos comunicar e como o desejamos transmitir. As pessoas e as empresas não se interessam por produtos, elas compram soluções para os seus problemas. Assim, sabemos que temos de transmitir uma mensagem focada na solução e não num tipo de serviço.

Um contabilista pode ajudar as organizações a maximizar o lucro através da gestão de classificação de despesas, não trata só da contabilidade.

A forma como se passa a mensagem é decisiva no modo como os possíveis clientes nos vêm. Logo é essencial criar uma visão e uma história que sustente a nossa reputação, as soluções que oferecemos e os problemas que resolvemos. Acima de tudo, o mais importante é ser genuíno, honesto e verdadeiro.

Portanto, alguns passos essenciais para criar uma reputação, tornar-se conhecido na sua área e criar uma base sustentável para ter mais clientes são os seguintes:

  1. Fazer uma lista das forças, fraquezas e soluções a oferecer

Este momento serve para avaliar quais os pontos que podem ser evidenciados (fortes) e quais as características (fracas) que devem ser trabalhadas para garantir que o trabalho é executado com qualidade e melhora a cada dia que passa. Estes pontos vão permitir criar uma história, uma marca e uma reputação. Peça auxílio a pessoas que trabalham consigo para que lhe possam dar um feedback sobre os seus pontos fortes e fracos.

  1. Defina quem é o seu público-alvo

Este ponto permite perceber para quem é que está a direcionar o seu trabalho, liste a) as necessidades dos seus clientes, b) os seus problemas, c) as suas características socioeconómicas e d) ao que dão valor (qualidade, rapidez, preços baixos, confiança …). Ao fazer este exercício consegue criar uma mensagem direcionada para o seu público-alvo.

  1. Crie uma imagem e uma mensagem de marca para transmitir ao público-alvo

Com base no conhecimento adquirido sobre a sua personalidade, as forças, fraquezas, soluções e das características do público-alvo, deve ser criada e desenhada uma mensagem forte que o identifique. Quando as pessoas vêm um tipo de mensagem devem conseguir associá-la a si.

  1. Estabeleça os critérios e as normas de comunicação

Identifique o que pode dizer, como quer dizer e o que não pode dizer. Este passo ajuda a definir a direção dos textos e do conteúdo produzido para os seus clientes. É essencial que uma vez definidos os critérios de comunicação exista uma consistência na forma de comunicar. Não se esqueça que o cliente espera previsibilidade, isso deixa-o com a sensação de controlo. A título de exemplo, a Apple tem uma mensagem de marca associada à inovação, ao design sofisticado e ao valor que traz para os seus clientes.

A partir deste momento, a direção está criada, sabemos quem são os clientes, quais são os seus problemas e como os podemos resolver, como podemos aportar valor. Nada nos pode parar neste momento.

“Your brand name is only as good as your reputation.”

Richard Branson – Fundador do Grupo Virgin

O próximo passo é disseminar a mensagem: o que fazemos, como o fazemos, para quem fazemos, passa por procurar o nosso público-alvo e estar presente com conteúdo e presença regular, seja no mundo online, seja no mundo offline.

No mundo offline, selecione os eventos certos, com o público que pretende alcançar e faça networking. Ao longo do tempo irá habituar-se e retirar o melhor partido destes eventos. Procure participar como orador e faça passar a sua mensagem. Obtenha informação pertinente nos eventos e disponibilize online à sua comunidade. Seja proativo, apresente-se a outras pessoas, utilize a escuta ativa e demonstre interesse genuíno por elas. Ao longo do tempo tente implementar parcerias com pessoas e empresas que se identifiquem com a sua mensagem e forma de estar, seja consistente!

No mundo online, seja no twitter, linkedin, facebook, instagram, TikTok, youtube, IGTV, Vimeo, My Space ou num site pessoal e personalizado, utilize, acima de tudo, as redes sociais onde os seus clientes e potenciais clientes se encontram. Seja regular e partilhe conteúdos adequados à resolução dos problemas dos seus clientes. Isto irá criar um sentido de comunidade, de pessoas que o seguem e o querem ouvir.

A sua marca é definida pela forma como se relaciona com as pessoas, como se comporta e pela qualidade do trabalho que produz. A reputação passa pela forma como os seus clientes e a sua comunidade fala de si. Portanto, aproveite todas as oportunidades, online e offline, para trabalhar com e para as pessoas. Seja consistente e a sua imagem, reputação e base de clientes aumentará com o tempo.

Receba a newsletter Sage Advice

Inscreva-se para receber o boletim do Sage Advice e receba os conselhos mais recentes diretamente no seu e-mail.