Inscreva-se

Inscreva-se

Guia prático para lidar com atrasos salariais – Parte II

Back to search results

Logotipo do Sage Advice
Sage AdviceConhecimento para Empresas de Sucesso
Receba a Newsletter Sage AdviceSubscrever
Homem trabalhando concentrado

Na segunda parte deste artigo, abordamos os cenários mais habituais e olhamos para o impacto fiscal e contabilístico dos salários em atraso.

Como se contabilizam os juros dos salários em atraso?

Existem formas diferentes de calcular os juros adjacentes de atrasos salariais. Cada uma delas depende do motivo que o originou:

Demora no pagamento

Nesta situação, o salário foi previsto e determinado atempadamente, mas o seu pagamento demorou mais que o acordado. O acréscimo de salário que deverá ser feito para compensar o atraso pode ser debitado das contas usadas para os gastos com o pessoal. Já o pagamento propriamente dito poderá ser compensado como crédito nas contas de tesouraria da vossa empresa.

Erro humano ou tecnológico

Vamos considerar, por exemplo, erros contabilísticos. Estes podem ter origem na informação contida nas folhas de pagamento, num valor mal determinado pelo departamento de contabilidade, ou numa prestação de serviços mal calculada. O melhor será recorrer a uma solução de gestão como o Sage 50cloud Salários, que vos pode ajudar a monitorizar todos os pagamentos diários da vossa empresa e a evitar erros deste género. A principal consequência de um erro deste tipo é a liquidação e pagamento de uma quantia maior (ou menor) que o suposto.

Ao corrigir erros de anos fiscais passados, não recorram às contas usadas para gastos com o pessoal. Em vez disso, recorram a uma conta de património líquido (reservas voluntárias) com crédito para a tesouraria ou que reflitam a dívida para com os trabalhadores.

Novas informações

É possível que o atraso nos salários suja como consequência de uma informação que vos chegou fora de tempo ou até de um serviço/investimento mal calculado. Por exemplo: subestimar o valor de um serviço que acaba por vos custar mais do que o previsto inicialmente.

Caso se deparem com esta situação, terão que fazer alterações às estimativas contabilísticas da vossa empresa. Ajustem as contas de gasto com o pessoal de acordo com a vossa dívida.

Após o fecho do ano fiscal

É possível que entre o fecho do ano fiscal e o balanço das contas anuais sejam apurados atrasos salariais. Se as condições que vos levaram a pagar mais aos trabalhadores já existiam no fecho de contas, estas devem ser tidas em conta no momento de balanço. Façam um ajuste nas vossas contas e mantenham toda a documentação em ordem. Se os atrasos surgirem devido a condicionantes que não existiam aquando do fecho do ano fiscal, não poderão fazer ajustes. No entanto, deverão avisar os vossos contabilistas e reportar os atrasos no vosso relatório anual de contas.

Sage 100cloud

Reúna todas as necessidades do seu negócio dentro uma única solução de gestão integrada. Ganhe tempo e recursos com a automatização dos processos da sua empresa e potencie as suas decisões de negócio com uma visão transversal e informada!

Descubra mais